Consideramos inadmissível que no processo da Carreira de Enfermagem, sobre o qual existe um 
Acordo de Compromisso entre todos os Sindicatos, a 25 de julho, após reunião negocial com o Governo,
tenham, os nossos parceiros, unilateralmente, anunciado uma greve para agosto.

Em carta dirigida à Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros, Sindicato dos Enfermeiros, Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal e  Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem recordámos que:

  • a 14 de maio de 2018 foi estabelecido, entre todos os Sindicatos de Enfermagem, um “Acordo de Compromisso sobre princípios gerais de alteração da Carreira Especial de Enfermagem”, onde,
  • para além dos princípios relativos à Carreira de Enfermagem, todos assumiram que realizaríamos novas reuniões com vista à articulação de estratégias no decurso deste processo.

Neste quadro:

  • A 12 de junho, apesar da justificada ausência, embora não publicitada, de dirigentes do SEP e do SERAM, realizou-se a segunda reunião dos Sindicatos, cuja síntese foi tornada pública.
  • A 10 de julho, apesar da justificada ausência, publicitada, de dirigentes do SIPE e do SINDEPOR, realizou-se a terceira reunião e foi difundido um comunicado conjunto.

 

Recordamos também que, nesta reunião de 10 de julho, como consta do comunicado publicitado, ficou combinado o agendamento de nova reunião para definir “formas de luta conjuntas a iniciar na segunda quinzena de setembro”.

Reunião esta que esteve agendada para 23 de julho (que seria seguida de conferência de imprensa), tendo como objetivo principal pressionar as reuniões agendadas com o Ministério da Saúde a 25 e 26 de julho, mas que por sugestão dos outros sindicatos não aconteceu, aliás entenderam não ser pertinente a sua realização nessa data.

 

Assim, e sem prejuízo, naturalmente, da óbvia autonomia de cada estrutura sindical para intervir e desenvolver formas de luta em torno de qualquer matéria que decida:

A Comissão Negociadora Sindical dos Enfermeiros (SEP e SERAM) considera inadmissível que relativamente ao processo da Carreira de Enfermagem, sobre o qual existe um Acordo de Compromisso, que envolve reuniões de articulação e decisão sobre formas de luta conjuntas a iniciar na segunda quinzena de setembro,

 

A 25 de julho, após reunião negocial com o Governo, tenham, unilateralmente, anunciado uma greve para agosto.

 

Apesar de estupefactos, mas porque continuamos a respeitar os compromissos assumidos, por todos, e a valorizar a importância da articulação estratégica, com todos, em torno deste processo de revisão da Carreira de Enfermagem, propomos que a próxima reunião conjunta se realize nas datas sugeridas telefonicamente (2 ou 3 ou 6 de agosto).

 

 

31 julho 2018

A CNESE